Melhores práticas: usar “Entrar com Twitter” para se conectar com cliente

Por ‎@tjlull‎
Terça-feira, 19 Julho 2016

O Twitter permite que as pessoas se conectem com empresas de forma nunca antes possível. Para as empresas que oferecem serviços de atendimento a cliente no Twitter, é mais barato do que outros canais, mais satisfatório para consumidores e cria um histórico público sobre quanto as empresas se importam com seus clientes. Como parte do fornecimento completo de serviços na plataforma, é comum a necessidade de as empresas precisarem confirmar a identidade de um cliente. Além disso, muitas vezes ouvimos que elas gostariam de entender mais sobre seu público no Twitter para obter uma melhor experiência e dar mais valor aos consumidores.


Para as empresas que querem ajudar seus clientes e construir relacionamentos ao vincular o histórico do consumidor às contas no Twitter, a melhor solução é a opção “Entrar com o Twitter”. Este serviço é útil não apenas para a autenticação inicial de acesso a um aplicativo ou website. Também pode ser usado para deixar o cliente optar por vincular sua conta do Twitter ao banco de dados das empresas durante ou antes de um engajamento no atendimento ao cliente. Para os usuários, isso pode ser tão simples quanto entrar em um aplicativo ou site, e clicar em um botão para permitir a conexão. E uma vez que uma conta é vinculada, a conexão torna-se contínua, ou seja, os clientes não precisam verificar sua identidade cada vez que chegar até as empresas no Twitter.


Reunimos abaixo as melhores práticas para ajudar as empresas a aproveitar ao máximo a opção “Entrar com o Twitter”.

1. Implementar “Entrar com o Twitter” na página ou aplicativo móvel

Para maior comodidade, recomendamos que as empresas permitam que seu cliente se conecte com sua conta no Twitter onde for possível ou que atualize a conta no seu serviço. Configurar a opção “Entrar com o Twitter” exige algumas configurações. Para tornar isso o mais fácil possível para a equipe de desenvolvedores das empresas, temos instruções passo-a-passo sobre como implementar esta opção em sites, incluindo instruções para webs móveis. Nossos SDKs facilitam esse processo nos aplicativos para iOS e Android.

Melhores práticas: usar “Entrar com Twitter” para se conectar com cliente

2. Oferecer opção ao cliente para entrar ou se conectar

É preciso destacar razões convincentes para o cliente usar sua conta no Twitter para entrar em aplicativos de empresas. Por exemplo, destacar que as empresas prestam serviços de atendimento ao cliente no Twitter de uma forma mais rápida e mais personalizada para quem entra com as credenciais do Twitter. Recomendamos que as empresas expliquem claramente ao cliente como essas informações serão usadas para que ele possa tomar uma decisão consciente sobre a possibilidade de conectar sua conta.

3. Pedir ao cliente para conectar sua conta como parte de um serviço
Oferecer ao cliente a opção “Entrar com o Twitter” para criar uma conta no aplicativo de uma empresa é uma boa forma de estabelecer uma conexão entre a conta dele no Twitter e a conta dele com as empresas. Outro lugar onde permitir essa conexão é possível está na seção de configurações de contas, pois isso beneficiaria os clientes existentes ou aqueles que criam uma conta e desejam conectar sua conta no Twitter mais tarde. Oferecer aos clientes a oportunidade de se conectar com antecedência no Twitter antes significa que as empresas poderão oferecer interações de uma forma mais rápida.

Melhores práticas: usar “Entrar com Twitter” para se conectar com cliente

4. Criar um link para facilitar o uso durante interações no Twitter
Um dos momentos mais relevantes que você pode pedir para um cliente conectar sua contas é durante uma conversa de ajuda, quando o consumidor se beneficia imediatamente ao estabelecer essa conexão. Para os clientes que não conectaram suas contas com antecedência, as empresas podem compartilhar um link com eles para que possam clicar e iniciar esse processo durante um engajamento.


5. Solicitar permissões apropriadas
Quando as empresas usam “Entrar com o Twitter”, elas tecnicamente solicitam certas permissões relacionadas ao que os aplicativos podem fazer em relação à conta de um usuário do Twitter. As empresas só devem solicitar as permissões que precisam para o caso de uso. Se tudo que as empresas precisarem é vincular a conta de um usuário do Twitter ao registro de clientes nos seus bancos de dados, as empresas devem usar a permissão “somente leitura”. Mais informações sobre os modelos de permissão estão aqui. Quanto menos permissões as empresas pedirem, mais confortáveis os clientes ficarão para liberá-las.

6. Pedir e-mail de um usuário
Como parte da experiência “Entrar com o Twitter”, as empresas têm a opção de solicitar o e-mail associado à conta do usuário no Twitter, que pode ser útil para confirmar a identidade de um cliente. Se as empresas solicitarem essa permissão, os usuários são notificados durante o processo de autorização. As empresas só devem fazer esse pedido se realmente precisarem, e é preciso deixar claro aos usuários como o endereço de e-mail será usado.

Melhores práticas: usar “Entrar com Twitter” para se conectar com cliente

7. Ofereça a opção de desconectar
As empresas devem oferecer aos usuários uma forma de interromper o compartilhamento da conta no Twitter com elas, permitindo que eles desconectem suas contas dos serviços de atendimento ao consumidor. Os usuários também podem remover a conexão entre o serviço das empresas e sua conta no Twitter editando suas configurações do aplicativo.

8. Exibir de forma clara a identidade do usuário do Twitter
Quando o usuário do Twitter entrar no aplicativo de outras empresas usando a autenticação com a conta do Twitter, as empresas precisam mostrar claramente o avatar do usuário, o nome de usuário usado no Twitter e a marca de pássaro do Twitter. O Product Hunt faz um trabalho fantástico ao exibir esses elementos de maneira elegante!

9. Seguir as políticas do Twitter
É importante que as empresas cumpram todos os requisitos pertinentes do Acordo de Desenvolvedor e a Política de Desenvolvedor. As empresas precisam analisar cuidadosamente esses documentos e respeitar ambos.