Empresa

Twitter e UNESCO lançam guia de alfabetização midiática e informacional

Por ‎@Ronan_Costello‎‎
Quinta-feira, 24 Outubro 2019

No Twitter, sempre defendemos o livre fluxo de informações e o direito de as pessoas se expressarem on-line. Esses são compromissos complementares, que se cruzam quando discutimos alfabetização midiática e informacional.

Queremos capacitar as pessoas que usam nosso serviço para que elas possam analisar criticamente os conteúdos que veem. Por isso, hoje, no início da Semana Mundial de Alfabetização Midiática e Informacional 2019 da UNESCO, estamos lançando um novo guia para educadores, chamado Ensinar e Aprender com o Twitter.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.

Fácil de ler, informativo e divertido, o guia tem o objetivo principal de ajudar os educadores a capacitar as gerações mais jovens com habilidades de alfabetização midiática, permitindo que façam as perguntas certas sobre conteúdos que encontram na internet e analisem criticamente as notícias e informações com as quais se envolvem.

O guia contém diretrizes de melhores práticas sobre alfabetização midiática da UNESCO e também uma lista de leitura com curadoria de especialistas em programas da UNESCO, cujo objetivo é orientar os educadores sobre a atual literatura de ensino sobre esse tópico.

Para garantir um amplo alcance global, ele será traduzido inicialmente para nove idiomas: inglês, francês, espanhol, alemão, português, árabe, japonês, sueco e hindi, com plano futuro de traduzi-lo para outras línguas.

Também distribuiremos o guia para as escolas, alavancando nossas parcerias em todo o mundo, por exemplo, via rede de ONGs relevantes da UNESCO, agências estaduais de educação e a rede europeia de Centros de Internet Segura.

Esses esforços complementam diretamente nosso processo de desenvolvimento de políticas sobre desinformação - e mais especificamente a abertura de um novo período de comentários públicos, quando você poderá dar opinião sobre as próximas políticas que adotaremos para combater a mídia sintética e manipulada em nosso serviço.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.

Sala de aula digital

O guia também contém dicas para educadores e pais que desejam descobrir os benefícios do uso do Twitter como uma ferramenta de aprendizado na sala de aula ou em casa, oferecendo uma combinação útil de teoria, planos de aula e estudos de caso.

A partir de uma visão holística do que significa ser um bom cidadão digital, o manual também contém seções sobre segurança online e a respeito de como educadores podem lidar com o cyberbullying e aprender a controlar sua pegada digital. Confira mais detalhes aqui.

A parceria entre UNESCO e Twitter

O guia é um fruto de uma parceria global de 18 meses entre Twitter e UNESCO, na qual apoiamos ONGs que trabalham com alfabetização midiática e informacional. Nosso suporte se dá por meio do nosso programa Ads For Good, além de apoiarmos a iniciativa #MILClicks com uma variedade de atividades on-service, como a serialização de conteúdo do @MILClicks.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.

Outras atividades do Twitter incluem:

Lançamento de um emoji para a Semana Global da Alfabetização Midiática e Informacional, ativado pelas hashtags #PenseAntesDeCompartilhar e #PenseAntesDeClicar.

Subsídios do Ads for Good a ONGs da rede da @UNESCO para ajudar a aumentar a conscientização sobre seu trabalho.

O vice-presidente de políticas públicas, governo e filantropia corporativa do Twitter, Colin Crowell, declara:
“No Twitter, esperamos que este manual tenha um impacto tangível e benéfico para estudantes de todo o mundo, ajudando os educadores a transmitirem informações e habilidades críticas às gerações mais jovens sobre como navegar em um ambiente de mídia cada vez mais complexo. Valorizamos profundamente nossa parceria global com a UNESCO em alfabetização de mídia e informação e este projeto se beneficia fortemente da experiência da UNESCO nessa área. Esperamos ansiosamente a continuação da discussão e colaboração com a UNESCO sobre como a alfabetização midiática e informacional pode ser uma defesa - particularmente em nossos jovens - contra a desinformação em todo o mundo.”

Moez Chakchouk, Diretor Geral Assistente da UNESCO, diz:
“Informações polarizadas estão provocando um aumento no ódio e na discriminação e são frequentemente amplificadas por atividades não autênticas e maliciosas, enquanto a desinformação compromete a democracia e o desenvolvimento. Promover a alfabetização midiática e informacional por meio de plataformas de mídia social, como essa colaboração de Twitter e  UNESCO, pode ser abrangente se for algo implementado e sustentado sistematicamente.” Ele acrescenta: “ Este é apenas o começo do Twitter e da UNESCO trabalhando juntos. Podemos expandir nossa cooperação para dar mais impulso à promoção da cidadania alfabetizada em mídia e informação em espaços on-line. ”

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.