Empresa

Expandindo nossas políticas para proteger ainda mais a conversa cívica

Por Twitter Brasil
Quinta-feira, 10 Setembro 2020

A conversa que acontece no Twitter é ainda mais importante durante as eleições. O Twitter é onde as pessoas vão para ouvir diretamente autoridades públicas e candidatos, encontrar as últimas notícias e, cada vez mais, é uma importante fonte de informações sobre como será o processo eleitoral. À medida que mais pessoas querem votar e expressar seus direitos civis fundamentais com segurança durante a pandemia de Covid-19, a necessidade desse tipo de informação só aumenta.

Atualizando as nossas políticas

Nossa Política de Integridade Cívica tem como foco conteúdos com mais chance de causar danos diretos, ou seja, aqueles relacionados a:

  1. Informações ou afirmações falsas sobre como participar em processos cívicos
  2. Conteúdo que pode intimidar ou desencorajar a participação
  3. Falsa afiliação

Por conta das mudanças nas circunstâncias de como as pessoas vão votar em 2020, e em linha com nosso compromisso de proteger a integridade da conversa eleitoral, estamos expandindo nossa Política de Integridade Cívica. O nosso objetivo é proteger ainda mais a conversa contra conteúdos que podem suprimir o voto de alguém e ajudar a impedir a disseminação de desinformação com potencial de danos,capaz de comprometer a integridade de uma eleição ou outro processo cívico.

O que vai mudar?

As pessoas que usam os nossos serviços nos apontaram que informações não específicas ou que podem ser contestadas sobre as eleições deveriam ser apresentadas com mais contexto.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.

A partir da próxima semana, nós iremos colocar avisos ou remover informações falsas ou enganosas que tenham como intuito minar a confiança do público em uma eleição ou outro processo cívico. Isso inclui os seguintes tópicos (mas não se limitam a eles):

  1. Informações falsas que podem causar confusão sobre as leis e regulamentos de um processo cívico ou sobre pessoas responsáveis e instituições que executam esses processos cívicos.
  2. Afirmações contestadas que podem minar a fé no próprio processo, por ex. informações não verificadas sobre fraude eleitoral, adulteração de urnas, contagem de votos ou certificação de resultados eleitorais.
  3. Alegações enganosas sobre os resultados ou o resultado de um processo cívico que demanda ou pode levar à interferência na implementação dos resultados do processo, por ex. alegar vitória antes que os resultados das eleições tenham sido certificados, incitando conduta ilegal para impedir uma transferência pacífica de poder ou sucessão ordeira.

Em linha com nossa aplicação de medidas existente, os Tweets que recebem avisos sob esta política expandida terão visibilidade reduzida em todo o serviço. Reduzir a visibilidade dos Tweets significa que não vamos amplificar os Tweets na plataforma. No entanto, qualquer pessoa que siga a conta ainda poderá ver o Tweet e Retweetar.

O que vem a seguir?

Esta política entra em vigor no dia 17 de setembro de 2020. O Twitter não irá permitir que o serviço sofra abusos em relação a processos cívicos, principalmente nas eleições. Qualquer tentativa - de dentro ou fora do país - será confrontada com as nossas regras rígidas, que são aplicadas igualmente e de forma justa para todos.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.