Empresa

Relatório de Inclusão & Diversidade Setembro 2020: #VidasNegrasImportam

Por Dalana Brand
Quinta-feira, 1 Outubro 2020

Nosso relatório do segundo trimestre traz detalhes sobre as ações da empresa em frente à pandemia global de Covid. Neste trimestre, pudemos examinar mais de perto o impacto do movimento #VidasNegrasImportam para nossos funcionários nos EUA e em todo o mundo.

O ano de 2020 tem sido um período de debate sobre o tema racial nos EUA e ao redor do mundo, em que defensores e aliados amplificam suas vozes e exigem o fim do racismo sistêmico, da supremacia branca, da brutalidade policial e da antinegritude.

#VidasNegrasImportam é um movimento que vai além de partidos políticos ou nações. Ele está baseado na luta pelos direitos humanos fundamentais - e a hashtag, em inglês (#BlackLivesMatter), surgiu pela primeira vez em 2013, aqui no Twitter. Isso não apenas tem uma importância especial para nós, do Twitter, mas também profundamente pessoal para qualquer um da comunidade negra.

O caminho para a igualdade racial é longo, mas tenho orgulho das medidas que tomamos até o momento e impulsionam outros avanços. Embora este texto se concentre principalmente na urgente necessidade de mudanças para a comunidade negra nos EUA, sabemos que ele reflete o nosso trabalho com grupos sub-representados em todo o mundo.

Vamos começar com a representação dentro de nossa força de trabalho nos EUA*:

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.

Estabelecemos uma meta ambiciosa para 2025 de ter pelo menos 25% de nossa força de trabalho nos EUA composta por minorias sub-representadas - pelo menos 10% dos quais serão negros. Esses números não são grandes o suficiente, especialmente em funções técnicas e de liderança, mas mostram que o Twitter se esforça para liderar no setor quando se trata de representação de funcionários negros. Confira nossos dados mais recentes sobre a representação da força de trabalho em nosso relatório de Inclusão e Diversidade.

Quando os novos funcionários entram por nossas portas (agora virtuais), o que fazemos para garantir que #AmeOndeVoceTrabalha seja uma realidade? A resposta é: muito.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.
Este Tweet está indisponível.

Em primeiro lugar, queremos que cada funcionário, independentemente de sua localização ou atuação, compreenda seu papel na criação de uma cultura onde todos são encorajados a se expressar, a se sentir parte da empresa e fazer o melhor trabalho de sua carreira. É uma das primeiras mensagens que passamos a todos os novos funcionários no primeiro dia de integração. Essa visão exige um trabalho contínuo e, por isso, também capacitamos os funcionários com cursos sobre "Conversas saudáveis" (como navegar respeitosamente por tópicos difíceis no local de trabalho), "Palavras importam" (como detectar e interromper micro agressões) e “Aliados no Twitter" (como ser um aliado de pessoas de comunidades sub-representadas). Recentemente, tornamos esses cursos obrigatórios para todos os funcionários ao redor do mundo a fim de garantir que estejam alinhados ao que se espera deles.

Nossos grupos de afinidade são a força vital dos esforços de inclusão no Twitter. O Blackbirds, fundado em 2012, é um dos mais antigos, maiores e conhecidos grupos - seus membros estão espalhados em nossos escritórios globalmente. No ano passado, o número de participantes cresceu mais de 100%, prova da força da comunidade negra e seus aliados. Quero dedicar um momento para agradecer pessoalmente à equipe de liderança global do Blackbirds, cujo comprometimento vibrante com este trabalho nos torna melhores pessoas. Obrigada, Keyaira Lock, Jade Williams, Marvin Williams, Sioban Massiah, Ola Idowu, Sheldon Louis e Royce Haynes.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.
Este Tweet está indisponível.

Esses funcionários - e todos os responsáveis pelos grupos de afinidade ao redor do mundo - empoderam nossa próxima geração de líderes, fomentam uma cultura de inclusão e pertencimento, e retribuem à comunidade. Além de desempenhar sua função principal na empresa, eles navegam nas complexidades, nuances e emoções de, às vezes, serem a única pessoa que se parece, ama, adora ou vive como eles. Eles fazem esse trabalho para empoderar nossa próxima geração de líderes a fim de que, um dia, eles não sejam mais os únicos. Este trabalho é essencial para o sucesso do Twitter - não é uma atividade paralela ou apenas voluntária. É por isso que recentemente aprimoramos nosso programa de grupos de afinidade para incluir uma remuneração formal para a equipe de liderança global de todos os nossos grupos.

Apesar dos investimentos contínuos de longa data neste trabalho, fomos chamados para fazer ainda mais neste último trimestre.

Primeiro, organizamos o #FlockTalks, uma série de bate-papos sobre justiça racial e antinegritude nos EUA, EMEA (Europa, Oriente Médio e África) e JAPAC (Japão e Ásia-Pacífico). Essas sessões são exclusivas para funcionários, pensadas para oferecer um espaço para aqueles que gostariam de se reunir e compartilhar como estão se sentindo. Acreditamos que existe uma correlação direta entre conversas como essas, à saúde de nosso local de trabalho e de nosso serviço.

As conversas do #FlockTalks revelaram que muitos de nossos funcionários estavam sofrendo com emoções altamente associadas a traumas - raiva, ansiedade, tristeza, depressão e inércia. Por conta disso, criamos uma discussão virtual de uma hora com terapeutas e especialistas em bem-estar focados em racismo e trauma, fornecendo ferramentas e orientação para ajudar a desabafar e processar tudo o que está acontecendo no mundo. Também expandimos nossos benefícios de saúde mental para aumentar o acesso contínuo a terapeutas negros com experiência em antinegritude, racismo sistêmico e traumas relacionados à raça.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.
Este Tweet está indisponível.

O racismo afeta comunidades em todo o mundo. É por isso que nossos grupos globais de afinidade organizaram programas para empoderar funcionários para refletir e olhar mais profundamente sobre pensamentos relacionados a antinegritude em suas respectivas comunidades:

  • O Twitter Alas (grupo de funcionários que representa a comunidade Latina) sediou um treinamento sobre o desmantelamento do pensamento antinegritude na comunidade latina, apresentando uma ampla gama de palestrantes globais incluindo Rosa Clemente (@rosaclemente), Zahira Kelly-Cabrera (@bad_dominicana) e Luana Genot (@luanagenot).
  • Monique Melton (@MoeMotivate) se uniu ao Twitter Parents (grupo que discute assuntos parentais) para discutir a criação de filhos antirracistas
  • O Twitter Open (grupo que representa a comunidade LGBTQIA+) deu início ao Mês do Orgulho revelando a interseccionalidade das comunidades negra e queer com DeRay Mckesson (@deray).
  • O Twitter Stripes (grupo que representa os veteranos militares) promoveu uma conversa poderosa sobre #VidasNegrasImportam e o combate ao preconceito racial nas forças armadas com funcionários veteranos e palestrantes externos como Richard Brookshire, co-fundador do Projeto de Veteranos Negros (@BlackVetProject); e Tonya Oxendine da Fusão de Veteranos e Atletas (@VetsandPlayers).
  • Twitter Faith (sobre religiões) organizou uma #PausaParaOração (#PraiseBreak) junto ao Blackbirds para um momento de reflexão, gratidão e fé, com a participação especial do DJ Diamond Kuts (@djdiamondkuts).
  • O Twitter Women (mulheres) realizou um treinamento prático chamado #ChameSuaAmiga (#CallYourGirlfriend) sobre o contexto histórico e a compreensão do privilégio e da opressão, com Melanie Brazzell da comunidade “O Que Realmente Nos Deixa Seguras” (@WhatMakesUsSafe).
  • O Twitter Able (pessoas com deficiências) organizou um encontro global sobre aliança e solidariedade com a comunidade negra.
  • E o Twitter Asians (asiáticos) está planejando uma série antirracismo com o objetivo de fornecer aos participantes o conhecimento e as ferramentas para se tornarem ativos na luta contra o racismo e o preconceito na comunidade asiática.
Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.
Este Tweet está indisponível.

Durante o último trimestre, demonstramos nossa solidariedade e incentivo à aliança com pessoas de minorias sub-representadas pelo @TwitterTogether e em outros perfis que pertencem e são operados pelo Twitter. Temos orgulho de estar entre os primeiros que se juntaram e convocaram às campanhas #ReformaNaPolíciaJá (#PoliceReformNow) e #JustiçaParaBreonnaTaylor (#JusticeForBreonnaTaylor). Nossas equipes de liderança e políticas têm se reunido com defensores e autoridades para ajudar a impulsionar o progresso nessa frente. Garantimos que os recursos de saúde mental para negros estivessem acessíveis à todos que precisassem deles e destacamos as informações neste Moment. Publicamos “Como ser um pessoa que se alia a quem é  sub-representado: #VidasNegrasImportam”, compartilhamos com o mundo em uma sequência de Tweets e um blog post, e ajudamos a todos a diversificar sua página inicial.

Na semana passada, o veredicto no caso de Breonna Taylor mais uma vez nos mostrou quanto ainda temos que trabalhar. O sistema não está corrompido, está funcionando exatamente como é projetado. E para aqueles que desejam se aliar a pessoas de comunidades sub-representadas, desmantelar sistemas de opressão e mudar o status quo, lançamos uma nova série de treinamentos para funcionários com novo conteúdo a fim de refletir os eventos atuais com base em nossos quatro princípios de aliança: Aprenda, Pergunte, Apareça e Fale. Entenda melhor sobre isso nesta sequência de Tweets.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.
Este Tweet está indisponível.

Também lançamos o #TwitterTogetherTalks, uma nova série que explora temas como a igualdade, inclusão e diversidade racial. Começamos com o autor e estudioso best-seller Dr. Ibram X. Kendi (@DrIbram) para uma conversa com funcionários sobre como desmantelar o racismo sistêmico e ser um antirracista. Em seguida, contamos com a premiada escritora, diretora e defensora Janet Mock (@janetmock) para explorar a interseccionalidade dos movimentos e a importância de #VidasNegrasTransImportam. Recentemente, recebemos Anthony Ray Hinton (@EJI_org) em uma conversa com @jack para explorar a injustiça racial e a brutalidade no policiamento, além do impacto do encarceramento em massa nas comunidades negras.

Um tema comum que ouvimos foi que entre a pandemia e meses de questões raciais, funcionários estavam cansados. Então, organizamos um dia de descanso global para a empresa. Foi tão bem recebido que planejamos outros quatro. Também lideramos nosso setor ao anunciar que, para sempre, o chamado Juneteenth (Dia da Proclamação de Emancipação) seria um feriado para o Twitter nos EUA. Para garantir que funcionários de outros países possam utilizar este importante dia para reflexão, identificamos datas de emancipação regionais. No Brasil, a data é celebrada no dia 13 de maio, em razão do decreto da Lei Áurea em 1888.

Durante o Juneteenth, destacamos as vozes negras e seus Tweets para educar sobre e celebrar a comunidade negra. Em todos os estados dos EUA, nossa equipe de Comunidade e Cultura exigiu igualdade e justiça racial com declarações poderosas, refletidas em painéis em todas as cidades no centro do movimento #VidasNegrasmImportam. Além disso, dedicamos um dia inteiro a um desfile de criatividade e verdadeiro amor pela vida com #BlackJoy; comemoramos com um Tweet de Voz de Opal Tometi, co fundadora do #VidasNegrasImportam; publicamos uma sequência de Tweets no @TwitterTogether informando sobre o que essa data representa; e contratamos artistas negros para atualizar as fotos de capa de perfis pertencentes e operados pelo Twitter.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.
Este Tweet está indisponível.

Também aumentamos nossos investimentos nas organizações de defesa que estão na linha de frente e impulsionam a mudança, e incentivamos os nossos funcionários a fazer o mesmo aumentando o limite de nossos incentivos internos. Fizemos uma doação de 250 mil dólares dividida igualmente entre a Iniciativa de Justiça de Igualdade (@eji_org) e a Associação Nacional de Jornalistas Negros (@NABJ), nos EUA. Doamos créditos de publicidade no Twitter por meio do programa #AdsForGood para organizações sem fins lucrativos com o intuito de amplificar as vozes do #VidasNegrasImportam no serviço. Assim como fizemos com a Covid-19, estamos oferecendo gratuitamente serviços de anúncios premium para fontes e vozes do movimento no Twitter, por exemplo, nas seções Spotlight e Promovido nas abas de Assuntos do Momento e Explorar, além do formato First View, em que o vídeo da marca é o primeiro a ser visualizado na página inicial. Em 2021, vamos apresentar globalmente uma abordagem mais inclusiva na nossa estratégia de Responsabilidade Social Corporativa.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.
Este Tweet está indisponível.

Uma das coisas mais poderosas que podemos fazer é promover conversas saudáveis em nosso serviço, e continuaremos a rever nossas políticas e lançar novos produtos. Isso é parte do trabalho contínuo para expandir nossa política contra propagação de ódio, que teve início em 2018. Como parte desse trabalho, percebemos rapidamente que não temos todas as respostas e, por isso, desenvolvemos um grupo global de especialistas externos para nos ajudar a pensar sobre como devemos abordar o discurso desumanizador em torno de temas mais complexos como raça, etnia e origem. Este grupo nos ajudará a entender as nuances, contexto regional e histórico e, em última instância, nos auxiliará a responder a perguntas sobre como tratamos o poder e o privilégio no serviço.

E o mais importante: continuaremos a servir à conversa pública e lutar por justiça e inclusão racial - e não pararemos até que todos possam estar incluídos.

Este Tweet está indisponível
Este Tweet está indisponível.
Este Tweet está indisponível.
@d_lux_brand

Dalana Brand

‎@d_lux_brand‎

VP People Experience; Head of Inclusion & Diversity

Só no Twitter